sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Conto 002 - Me tornei corno por um erro meu 01



Essa é uma fantasia minha, não que eu queira realizar na integra..





Sempre tive fantasias de submissão, onde seria dominado por uma mulher que me humilhava e torturava, mas a fantasia é bem diferente da realidade, com o tempo deixei de procurar uma mulher com esse perfil e casei com uma mulher convencional, essa que têm tabus e medos de que os outros vão pensar sobre as atitudes delas etc... Mas mesmo assim, as fantasias me tomavam conta, com o tempo adicionei mais um fetiche, o cuckold (fantasia de corno) e comecei a navegar na internet vendo esse tema, tentei falar com ela, mas ela repudiou, me disse que ela não era uma puta barata, fazer oque. Comecei a fantasiar sozinho e minha necessidade de falar com alguém sobre o assunto me fez criar um nick e um perfil falso, onde comecei a comentar e trocar ideia com outra pessoas e com isso acabei criando um blog com minhas próprias postagens e fantasias.

Estava investindo muito tempo com o blog, que estava chegando ao ponto de atrapalhar o meu trabalho, que é no ramo de projetos de estruturação e automação em TI, tinha um superior chamado Pedro que estava pegando no meu pé, estava trabalhando até em casa para concluir os projetos e era uma desculpa perfeita para ficar mais no blog e sites sem minha esposa desconfiar sobre isso.

Certa noite um sujeito mandou uma mensagem que mim dizendo que gostou muito de minhas fantasias e que iria realiza-las todas elas e se apresentou como adestrador de cornos, no inicio não dei muita importância, mas ele começou a tocar nos pontos principais de minha fantasia... "Vejo que você é um corno fraco, aposto que nem tirou a virgindade de sua mulher, e aposto que nem teve a competência de comer o cuzinho dela, seu pintinho merece ser trancado em um cinto de castidade e jogado a chave fora, vou arrombar a buceta de sua esposa que quando você for meter vai sentir um largo espaço, vai ser com se estivesse metendo no ar... você só serve para limpar a minha porra depois que eu deixar a buceta dela toda melada..." essa mensagem mexeu comigo, e sim, eu nunca consegui comer a bundinha de minha esposa.

Nas próximas mensagens ele mandou a foto do pau dele e pediu para imaginar como ficaria minha esposa depois que ele transar com ela, fiquei impressionado, era bem maior que o meu e pediu para mandar fotos de minha esposa, falei para ele que ela não deixava, que era muito recatada, ele me respondeu que como eu era incompetente e que ele tinha que me ensinar como ser um homem, ele disse para falar para ela que era um joguinho para apimentar nossa relação e que apagaria depois, e por incrivel que pareça, ela aceitou, tirei de varios ângulos e nossa transa foi até mais caliente, depois ela quis ver eu apagando as fotos, eu apaguei, mas como tinha um app de backup, foi fácil recuperar, editei as fotos para fazer umas montagens para tapar o rosto de minha esposa e mandei para o "adestrador".

Com o passar do tempo, fui me abrindo mais com ele, falando de minhas fantasias, e mandando fotos constantes de minha esposa, em varias posições, em nossas brincadeiras, dela dormindo nua, tirei umas dela tomando banho escondido, e ele me dizendo que era um desperdício uma esposa linda como ela com um inútil como eu, que não tinha competência para dar-lhe um orgasmo como ela merecia, essas insinuações minavam minha mente e eu me masturbava constantemente imaginando algo que nunca iria se realizar.

O passaram algumas semanas e no escritório estava marcando uma confraternização para comemorar a fase que fechamos bons contratos de suporte, foi quando meu supervisor Pedro me chamou para fechar alguns detalhes, já imaginei que era mais encheção de saco, aposto que alguns serviço de ultima hora, todos se organizando para a festa e ele me ferrando.

Quando eu entrei na sala dele e fechei a porta, ele me falou algo me deu um frio na espinha.

-“Mitio, como está os preparativos para festa? Espero que tenha comprado um vestido bem sensual para sua esposa”. Ele disse o meu apelito no blog. Como ele soube que sou eu?

-“Não entendi? Como assim Mitio?” tentei dar uma de desentendido...

-“Não faça de retardado corno, alias, é um retardado mesmo, com uma mulher gostosa como a sua e dando de bandeja para que um macho possa fuder ela de verdade, coisa que seu minduizinho não pode fazer, frustrando a pobre coitada que esta praticamente pedindo que algum macho trate como a puta que ela tenta esconder que é.”

-“Como ousa, você não tem o di....”, antes de eu terminar a frase ele vira a tela e me deixa de boca aberta, sem reação... era as fotos de minha esposa nua, as que eu tinha enviado... não pode ser, todos menos ele, o cara que mais repudio está com as fotos e em seguida, ele me entrega umas folhas e quando vejo, são todas as mensagens que eu troquei com o tal adestrador, o cara que me ferrava direto, não podia ser ele...

-“Como você consegui isso? Como você descobriu???” minha voz quase não saia de tão nevoso que estava.

-“É que além de ter um pau minúsculo e ser retardado, é um completo incompetente e idiota, recebi um projeto por e-mail de um tal de mitio, achei estranho, quando fui ver, era o serviço que você estava fazendo, e na assinatura do seu e-mail, tem todas as redes social e um blog muito interessante, é quando o corno tem muita vontade de ver sua esposa sendo arrombada, sempre dá um jeitinho de um caso acidental né?”

Essa não, quando estava em casa fazendo o projeto, mandei pelo e-mail errado, tentei argumentar de todas as maneiras possível, mas ele estava com o queijo e a faca na mão, ele podia arruinar minha vida, meu emprego e meu casamento, com um escândalo desse, não conseguia emprego nem de aux. administrativo.

-“E o melhor é essa foto aqui.” Quando eu vi, não tinha como negar, era uma foto onde eu tinha apagado o rosto de minha esposa, mas não tinha percebido que meu reflexo na janela, de eu tirando a foto de minha esposa...

-“Bom minduin, o negócio vai ser o seguinte, como você percebeu você é muito incompetente, e eu vou lhe ajudar nisso, não adianta falar para mim que isso era só uma fantasia, que não queria que acontecesse, pelo contrario, vou fazer você vive-las o máximo possível delas, e você fará tudo o que eu mandar, e para começar, você irá me apresentar para sua esposinha na festa, me apresentara como um grande amigo, quase um irmão, depois o resto das instruções eu lhe passo lá.”

Sai de lá tremendo, mas estava muito excitado também, era uma mistura de ódio e prazer, imaginar minha esposa nas mão daquele cafajeste, justo o cara que mais odeio, que me atrapalha no serviço e me humilha, agora ele está com munição para tornar minha vida um inferno...

...Chegou o dia da festa e como fiquei falando para minha esposa que era uma ocasião muito importante e que tinha que impressionar, ela foi com um vestido espetacular, não era da vulgar ou curto, mas mostrava os contornos bem definidos de minha esposa.

Quando chegamos na festa, tentei procurar Pedro, pois estava com medo dele reclamar, mas não o encontrava, até em um momento que minha esposa estava meio distraída e passou um cara com dois copos de drink de frutas e me deu, “-Esse copo é seu e esse outro é para sua esposa, Pedro disse para dar um jeito dela beber.” Fiquei um pouco preocupado, porque tinha comentado nas mensagens quando estava pedindo informações de minha esposa que ela era um pouco fraco para bebida...

“-Querida, peguei algo para bebermos...”

“-Nossa, você tem certeza, você sabe que sou fraca para bebida, não quero dar vexame...”

“-Não se preocupe, o garçom me falou que o teor alcoólico é bem fraco”. Eu menti, provavelmente era bem forte com o sabor disfarçado nas frutas.”

Logo após ela tomar, ele passou de novo e me deu mais dois, ela tinha tomado um pouco mais da metade e depois veio Pedro... “-Ora meu rapaz você está aqui, pensei que não estava na festa...”

“-A estava aqui com minha esposa, Fabiana, esse é Pedro, meu superior e um grande amigo.” – Deu um aperto no estomago e um frio na espinha...

“-A você então que é a famosa Fabiana, seu marido fala muito de você.”

“-Ah, ele fala?” Fabiana mostrou espanto pois quase nunca falei de Pedro para ela.

Passou entre 10 e 15 minutos e tudo transcorria normal, até que o cara que me deu as bebidas agarrou meio forte no meu braço, levei um grande susto... “-Ah, você está aqui, venha rapidinho que eu Mauro temos uma duvida para tirar com você, vocês dão um tempinho, é rapidinho, coisas do trabalho...”

“-Não tem problema, eu ficarei aqui conversando com sua adorável esposa até voltar...”

“-Ok querido, nós esperaremos aqui.” A voz de minha esposa estava meio alta, e também o comportamento dela estava meio estranho...”

O cara me levou para o lado de fora do Buffet, no meio de umas árvores perto do estacionamento dos carros.

“-Me dê o seu celular...” Entreguei sem questionar, depois disso ele tirou uma algema e pos em meu braço e prendeu em uma arvore, eu olhei assustado e ele disse.

“-Não se preocupe, voltarei aqui depois de 30min, acho que será o tempo suficiente para o Pedro, ah, aquela bebida tinha um baixo teor de álcool, mas tinha um estimulante sexual, não se preocupe, é fraco, mas eficaz, não tenha medo que não é nenhuma droga de estupro, mas tirará as inibições dela, já um segundo, era um pouco mais forte na dose do alcool, e o terceiro que você disse para entregar a ela aumenta um pouquinho a mais...”

E saiu, a posição era estratégica, eu conseguia ver um pouco na festa em uma janela, mas ninguém me via por causa da escuridão e das arvores. Vi também que dava para ver minha esposa e Pedro que estavam próximos a janela, e logo depois vi o cara entregando bebidas para os dois, ele disse para minha esposa alguma coisa onde ela aparentou ficar chateada e vi para meu desespero os dois conversando. A conversa dos dois foi evoluído, ele começou a ficar tocando no braços da minha esposa, depois mudou para caricias, aparentemente, pare que minha esposa começou a ceder ele foi aproximando dela e logo já estava meio que passando a mão das costas dela. Eu estava desesperado, não sabia oque fazer, ela começo a mexeu no celular, daí caiu a ficha, meu celular estava com o cara que me deixou aqui, ela deve estar mandando mensagens para mim... e os dois começaram a mexer no celular, provavelmente Pedro deveria fingir estar preocupado e mandando mensagem para mim tbm.

Depois de uns quarenta minutos, o rapaz veio para me soltar pedindo desculpas porque teve um pequeno contra tempo, e me deu o celular que abri e tinha algumas mensagens da minha esposa.

“-Caramba, oque eu vou falar para Fabiana?” Falei meio preocupado.

“-Eu não sei, isso é problema seu, não se preocupe, cornos sempre tem belas desculpas...kkkk” o cara disse isso e eu fiquei muito assustado, caiu a ficha agora que ele sabia o que estava ocorrendo ali...

Quando cheguei perto de minha esposa, ela não parecia tão chateada, mas estava um bocado alta, e agindo muito estranho.

“-O que aconteceu que demorou? Mandei mensagens e você não respondeu, fiquei preocupada.” Até parece, de onde eu estava ela parecia muito descontraída.

“-Deu um problema em um dos servidores e fomos procurar um lugar para fazer uma conexão remota para resolver, estava tão preocupado com o sistema que nem vi o tempo passar e não vi que estava mandando mensagens para mim.”

“-Ok, Pedro foi um prazer lhe conhecer.”

“-Oh, o prazer foi todo meu, com certeza.” Falou olhando para mim...

Quando nos afastamos, minha esposa cochichou que precisamos ir embora agora...

Eu pensei que ela estava muito chateada com tudo mas quando eu entrei no carro descobri que era outra coisa, ela estava muito excitada, mau entramos no carro e ela já foi pegando em meu pau...

Estávamos a caminho de casa ela nem se aguentava, ela fez uma coisa que praticamente tinha que implorar para ela fazer, tirou meu pau para fora e começou a chupar, ela deu uma chupada como nunca tinha dado em mim, engolia ele e chupava com gosto, passava a língua em volta da cabeça e mergulha ele no fundo da garganta, praticamente não aguentei porque já estava excitado vendo ela e Pedro naquela janela, jorrei muita porra e ela fez uma coisa que nunca tinha feito, engoliu toda a minha porra e continuava a chupar com vontade...

Chegamos em casa, subimos no quarto e ela super excitada, mas quando tentei meter nela, eu não conseguia ficar mais duro, ela muito chateada pediu para chupa-la e eu o fiz.

Ela estava entrando em um clímax quando ela me deu um empurrão com o pé que cai no chão. Ela começou a se masturbar freneticamente, parecia que estava tendo orgasmos múltiplos, e depois de se acalmar, ela virou para o lado e dormiu, depois da cena que tinha presenciado, me senti meio humilhado e excitado, queria saber se ela imaginou Pedro metendo nela, meu pau ficou duro novamente, mas como já tinha passado a excitação dela, eu fui para o banheiro e comecei a me mastubar, estava sentindo meio humilhado por não conseguir dar a atenção que ela queria e quando sai do banheiro, reparei que ela estava me olhando e eu não tinha fechado a porta...

Continua...

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Hotwifes humilhando os cornos - 018






Categorias cuckold


Categorias cuckold


1 – Relação Fixa : o casal tem preferência por reduzir o número de parceiros sexuais, e aumentar o número de encontros, e fazer o caso levar meses ou até anos. Ou seja, há uma preferência nítida pela intensidade e envolvimento pessoal com determinado homem. Nesse tipo de fetiche, o marido pode estar presente assistindo, participando, ou não. Há maridos que gostem apenas de ouvir as histórias de suas esposas. E outros que nem isso. Dão carta branca para a esposa sair sem nem precisar dar satisfação.

2 – Relação com homens em orgia esporádica : o casal prefere organizar uma noite com vários desconhecidos (todos ao mesmo tempo ou um de cada vez) para que haja uma orgia ou menage masculino a 3. Geralmente, não há qualquer tipo de envolvimento pessoal. Daqui derivam fetiches como o “Dogging” (Esposa transa com vários desconhecidos em local público), ou o “Bukkake” (Vários homens gozam no rosto da esposa).
Outra divisão básica e muito conhecida dentro desse fetiche é baseada no grau de participação do marido no ato sexual da esposa com outro homem. Aqui, especifica-se o marido como:

1 - Cuckold a distância - o marido libera a esposa mas nem sequer assiste ao ato sexual. Apenas fica sabendo depois os detalhes da transa pela boca da própria esposa. Nessa categoria, algumas vezes, nem o comedor fica sabendo que o marido é cuckold. A esposa caça um homem e transa como se fosse adultério real. 

2 - Cuckold Voyeur - o marido adora assistir a transa da esposa com outro homem. Mas, ele não tem qualquer contato físico com nenhum dos dois (esposa ou comedor). Em geral, são maridos que adoram fotografias e filmes, mais do que outros.

3 - Cuckold incentivador - o marido não se limita a assistir. Ele gosta de fazer carícias ou segurar a mão da esposa enquanto ela é comida pelo amante. Muitas esposas chegam a pedir esse tipo de participação do marido cuckold, pois elas aumentam a satisfação delas com isso.

4 - Cuckold masoquista - o marido potencializa seu prazer pela humilhação. Esposa ou amante viram dominadores. Acessórios como algemas, coleira ganham participação no fetiche. O marido é xingado e as vezes tem que sair do local da transa para tarefas humilhantes como comprar camisinha, lavar a louça, etc.

5 - Cuckold masoquista de contato - o marido sente prazer em ter contato com esposa ou amante de forma a ser humilhado, como recebendo fio terra, abrindo a esposa pra receber o membro do amante, fazendo oral na esposa ou no amante pra lubrificá-los e lamber por baixo o pau e o saco do amante enquanto ele se engata na esposa de quatro. Há aqueles casos mais extremos em que o marido gosta de lamber o gozo do outro homem vindo de dentro da esposa. Muitos confundem todas essas ações com homossexualismo ou bissexualismo. O contato entre homens ocorre exclusivamente pela necessidade de humilhação. Normalmente, esse tipo de contato perderia o sentido se não houvesse a mulher no meio e a humilhação da perda da mulher para o homem mais viril.

6 - Cuckold bissexual - Esse é o caso em que realmente o marido é bissexual. O contato entre marido e amante será total, havendo penetração e em alguns casos beijo na boca. Nesse tipo de relação pode-se dizer que ocorre o ménage a trois masculino completo, da forma clássica.




fonte: https://nerdquersercorno.tumblr.com/post/163386895485/categorias-cuckold

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

domingo, 13 de agosto de 2017

Manual do Bom Corno Manso



abril 26, 2017 Rei de espadas 2 Comentários

Você tem vontade de ser corno, e ainda não conhece as regras para abusar dessa fantasia de muitos homens, então vamos compartilhar esse manual do bom corno manso, e viva a cornitude.


Regra nº. 01

Nunca force sua esposa a aceitar parceiros com quem ela não simpatizou e/ou não teve afinidade. Os homens, normalmente, metem em qualquer buraco que veem pela frente; A mulher, porém, precisa de algo mais além do simples tesão. Há que rolar uma afinidade, uma atração diferente, que só ela saberá.


Regra nº. 02

No dia-a-dia e em qualquer ocasião, cuide que sua mulher esteja sempre bem (e convenientemente) elegante e arrumada; E, sempre que possível, que ela esteja vestida de forma bem sensual, pois isto é muito importante para atrair, com mais eficiência, a atenção masculina alheia. Manter a mulher sempre gostosa e provocante, é um dever de todo corno manso que se preza.


Regra nº. 03

Quando sua mulher for dar para outro, certifique-se de que ela está usando uma boa e sensual lingerie e que ela está totalmente elegante e cheirosa. Ajude a depilá-la, se necessário.


Regra nº. 04

Quando forem encontrar um novo parceiro num bar ou restaurante, ainda que seja somente para prévia avaliação e conferir afinidades, procure participar ativamente da conversa. Lembre-se de que, também neste instante, VOCÊ é o macho e o protetor dela. Só depois que a coisa engrenar entre ela e o novo Comedor é que você pode, se quiser, assumir um papel secundário.


Regra nº. 05

Lembre-se: Há várias formas de se exercer a nobre, mui relevante e inigualável função de corno manso e não existe um tipo certo e/ou um tipo errado para isso, pois tudo depende da fantasia de cada casal, em particular, valendo o gosto de ambos e o limite e o desejo de cada um. Nada deve ser forçado.


Regra nº. 06

Existem vários tipos de corno manso:


Há aquele que gosta de ser humilhado; Há aquele que participa ativamente, de tudo; Há aquele que só gosta de observar; Há aquele que fica esperando em casa, etc, etc, etc…


Procure saber em qual tipo você se enquadra e exija que o Comedor respeite a sua opção.


Regra nº. 07

Qualquer que seja o tipo de corno, em que você se enquadre, lembre-se de sempre dar suporte à sua esposa. Ela precisa ter a certeza de que está agindo em nome do prazer do casal. Algumas delas sentem uma certa insegurança diante de um outro homem desconhecido. Faça-a perceber que você está ali para protegê-la, se for o caso.


Regra nº. 08

Por mais que seja uma fantasia mútua do casal, no “ménage-a-trois” masculino, a figura central e mais importante, é a esposa. É ela quem deve ter todas as suas vontades satisfeitas. Não constranja sua esposa, deixe-a à vontade, incentive-a, apoie-a e faça tudo do jeito que ela quiser. Assim, fica mais gostoso!!!


Regra nº. 09

Todo corno manso de respeito, tem o direito de ter muito prazer em exibir a esposa para os outros machos, seja ao vivo, ou seja, pela Internet. Inclusive porque, todo Comedor têm todo o direito de examinar antes, o material que vai comer.


Regra nº. 10

Quando o casal receber propostas de candidatos a Comedor (desde que elas estejam redigidas de acordo com as normas do casal, com fotos, etc…), o corno manso deve ajudar a esposa a responder, nem que seja para descartar. As que vêm, com meia dúzia de palavras, sem as fotos exigidas, sem os dados pedidos ou com grosserias podem ser descartadas de plano e não necessitam resposta alguma.


Regra nº. 11

Para a segurança de todos: Se a esposa for sair sozinha com um novo Comedor, certifique-se bem quem é o sujeito, se é confiável, quais são as referências dele, se não vai trazer problemas, se realmente não há a menor sombra de dúvida, etc, etc… Vale a regra: Na dúvida, nunca ultrapasse.


Regra nº. 12

E, se ela for sair sozinha com o Comedor, recomende a ela que volte para casa sem tomar banho, pois é função precípua do corno manso, limpar a mulher com a própria língua. E, se o Comedor sabe da existência do corno manso e que ele aprova a transa, então não deve ficar questionando, se a mulher for embora sem tomar banho, pois ela também sente prazer de ver seu corninho, faxinando a “bagunça” com a língua.


Regra nº. 13

É dever de todo corno manso que se preza e que participa do “ménage”, buscar facilitar as penetrações do Comedor, segurando as pernas da esposinha, amparando-a, ajudando e, se for o caso, abrindo a bundinha dela para o outro meter, lubrificando o bem cuzinho dela para o anal, guiando o pau do Comedor para dentro dela, etc… Enfim, cumprindo ativamente seu papel de corno manso.


Regra nº. 14

É direito de todo casal, caso o Comedor voluntariamente concorde, que o corno manso fotografe ou filme, para depois guardar como uma recordação e com todo o carinho, o “ménage-a-trois” em que a esposa é devidamente fodida. O Comedor deve compreender que ele só terá cópia das fotos ou do filme, se o casal concordar com isso.


Regra nº. 15

Lembre-se: Ser corno manso é uma questão de “status”. Não é corno manso quem quer. Só é corno manso quem pode. Ser corno manso significa que você tem uma mulher desejada por todos os outros. Quem é casado com baranga não tem a menor condição de ser corno, nem mesmo manso. Portanto, orgulhe-se muito de sua galhada. Cada chifre é como uma medalha.


Regra nº. 16

O casal, o Comedor e o corno manso, sempre tem que se lembrar que: No “ménage-a-trois”, nada é proibido, tudo é permitido, mas nada é obrigatório . Tudo tem que ser muito bem conversado e combinado antes . Se na hora “dos fatos” surgir alguma dúvida, aquela prática deve ser adiada para uma ocasião posterior, isto se vier a ser, posteriormente, aprovada por todos.


Regra nº. 17

É dever de todo corno manso, nunca deixar faltar amor para a esposa. O corno manso deve ser compreensivo, calmo, tolerante, afetuoso, amoroso e gentil com ela. Sempre protegê-la e ser cúmplice dela.


Regra nº. 18

Todo corno manso deve procurar ser solidário com os seus outros colegas também cornos mansos. Deve dividir suas experiências com eles. Inclusive, habituar-se a dar referência de bons Comedores. Informar “armadilhas”, relatar velhos e novos golpes que tiver conhecimento, etc…


Regra nº. 19

É psicologicamente comprovado que boa parte dos cornos mansos já assumidos e praticantes, é composta por homens que têm tendências bissexuais, conscientes ou inconscientes, assumidas ou não, mais fortes ou menos fortes. Assim o corno manso não deve se sentir menos homem por causa disso. E, se a sua esposa e o Comedor previamente concordarem, deve tirar o máximo proveito das coisas, sem qualquer sentimento de culpa, por algo mais.


Regra nº. 20

É comum, também, que algum Comedor, acabe desejando e até mesmo tome a iniciativa de buscar algum tipo de contato bissexual para com o corno manso; Assim, caso o corno manso já conheça e aceite a sua própria bissexualidade, ele deve incentivar, somente se houver prévio apoio da parte de sua esposa, as investidas do Comedor, carente de bissexualidade.


Regra nº. 21

Já foi comprovado, também, que, com bastante frequência, Comedores sentem vontade de vir a desfrutar os infinitos prazeres da condição de corno manso; Por isso, o corno manso não deve estranhar (e deve até dar todo o apoio possível…), caso o Comedor, queira evoluir para a condição de, também, passar a ser um novo corno manso. Deve até mesmo, buscar fazer as “honras da casa”, ao novato na prática da Mansidão.


Regra nº. 22

O fato de ser um feliz corno manso, não obriga o titular de tão honrosa posição social, a aceitar, passivamente, todo tipo de conduta da parte de Comedores (e até de terceiros…): Assim, tanto o Manso, quanto o casal, podem recusar drogas e seu porte e uso, estimulantes, cigarros, vexames, porres, escândalos e excessos. O prazer é a regra. Ser discreto é a condição. E a cautela é uma obrigação de todo o trio.


fonte http://casalespadas.com.br

sábado, 12 de agosto de 2017